quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

É hora da revolução!

   Boa noite, meus caros! Sejam bem-vindos, mais uma vez! Fiquem à vontade, como é de vosso feitio e de meu agrado.
   O poema de hoje é mais um que foge do meu padrão de escrita. Este fala sobre revolução, mas uma revolução esquecida por muitos, como ficará claro no decorrer de vossa leitura. Espero que absorvam a mensagem e que a ponham em prática, assim estarão tornando a vossa vida e as do que estão ao vosso redor melhores.

          IMPERATIVO REVOLUCIONÁRIO


Faça a revolução
Para separar-se de todas as massas
Faça a revolução
Para não possuir mais ilusões
Faça a revolução
Para destruir por completo o narcisismo
Faça a revolução
Para se tornar alguém interessante
Faça a revolução
Para poder tocar meu corpo
Faça a revolução
Para contaminar-me com tua saliva
Faça a revolução
Para rejeitar-me, se assim quiser
Faça a revolução
Para não depender de mim nem de ninguém
Faça a revolução
Para ver as pessoas duma forma horizontal
Faça a revolução
Para que possamos ser felizes

Nenhum comentário:

Postar um comentário